sexta-feira, 29 de abril de 2011

A verdade que não querem ensinar




Estais, pois, firmes e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da escravidão. Gl 5:1.

Escutai! Eu Paulo, vos digo que, se vos deixar circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará.
De novo testifico a todo homem que se deixa circuncidar, que esta obrigado a guardar toda a lei Gl 5:2,3.
Separados estais de Cristo 5:4.33.
Amados irmãos e irmãs. O que quero compartilhar com a igreja do Senhor Jesus é que existe um perigo que poucos são os que conseguem enxergá-lo. E muito interesse há para que não seja esclarecido. “Paulo nos adverte para não andar mais na vaidade de nossos pensamentos”. Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração.
Tendo-se tornado insensíveis, entregaram-se a dissolução para cometerem toda sorte de impureza. Ef 4:17-19.
Assim como no passado nos dias anteriores da reforma(sec XVI); que culminou nas 95 teses de Martinho Lutero; este sistema denominacional quer que o povo viva na ignorância da Palavra de Deus, conhecendo apenas versículos isolados da bíblia. Esta é uma estratégia do arque inimigo de nossas almas para nos manter na mediocridade de um evangelho inaltêntico e deturpado. Levando, a igreja, a inoperabilidade, e nos afastando, do evangelho da graça.
Assim como nos tempos de Lutero com as indulgencias oferecidas pelo papa para perdão e salvação das almas perdidas, semelhantemente temos visto coisas terríveis, como estas, que tem levado a igreja, a decadência moral, e espiritual, afastando-a assim, de Cristo e seus propósitos.
A verdade que não querem ensinar
O dízimo é da lei e é isso que os (pastores), não querem que você saiba!
Não praticar as obras da lei é deixar todo aquele ritualismo que foi abolido por Cristo Gl 5:1, e que vemos nas (igrejas),sutilmente introduzido por satanás no meio do povo de Deus para que este, não viva os dias apostólicos.
Ver2 Co 3:14.
Pois no dia em que a igreja de Cristo tomar conhecimento do evangelho genuíno as portas do inferno não prevalecerão Mt 16:18.
A prática do dízimo nos exclui da graça, pois, nos leva a viver afastado do privilégio de participarmos deste serviço, que se faziam perante os santos At 8:4. O ato de suprir as nesse cidades dos irmãos!
O cuidado dos irmãos uns pelos outros, era comum na igreja do primeiro século AT 8:1-5. Era voluntário e despretensioso ao contrário do dízimo!
O diabo não quer que descubramos isto, pois o que ele mais teme é que vivamos em unidade e amor. Quando a igreja vive em amor, cumpre a palavra, e quando cumpre a palavra, o Espírito Santo opera por meio da graça, e quando vivemos em graça nada pode nos deter. E é desta igreja que Jesus se refere em, Mt 16:18.
Tenho aprendido por meio de minhas experiências com o Senhor, que a igreja que não avança, recua. Ou no mínimo fica parada. Esta é uma verdade, das estratégias militares.
Estou certo que, serei de muitos, amado e de outros tantos odiado. A verdade é uma faca de dois gumes.
A igreja teve seu início na imoralidade e decadência (século III dc). Quando por astúcia do diabo, que, introduziu em seu meio, o engano e a mentira. Esta deixou-se levar, pela aparente paz, que agora desfrutava.
As correntes do mundanismo e do paganismo de Roma infiltraram-se, no seio da igreja, com a aparente aceitação do cristianismo imposto por seu atual imperador Constantino, que no ano de 313 dc assumiu o cristianismo como religião oficial.
O diabo com suas astutas e sagaz, mentiras, foi aos poucos corrompendo os bons costumes da igreja 2 Co 11:3,4.
Esta, tornou-se então, complacente com as falsas doutrinas, e rituais, que são fermento dos fariseus Mt 16:11,12.
Obs: procure o site www.cristoeaverdade.net e leia o estudo: "A verdade sobre os dízimos"
postado por: Mauricio dos Santos Lopes